A Assembleia Legislativa de São Paulo deve se associar ao debate para a construção de um projeto de Brasil soberano econômico e socialmente. A proposta para o debate foi apresentada pelo deputado Carlos Neder (PT) junto à Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação e Informação e deve ser discutida na próxima reunião do grupo. O tema faz parte da agenda proposta na 11ª Jornada Brasil Inteligente: Emprego e Desenvolvimento Rumo ao Brasil 2022, da Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados (CNTU). A ideia é envolver o parlamento neste debate e levar para o amplo conhecimento da população as discussões e soluções ligadas ao progresso da sociedade. A audiência pública pretende ouvir autoridades públicas e representantes da sociedade civil que possam colaborar com o debate.

Carlos Neder integra como membro efetivo do Conselho Consultivo da CNTU, que empossou na sexta-feira (18/08) 129 novos membros, durante evento realizado no Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (SEESP). O encontro reuniu profissionais de diversas áreas de atuação, intelectuais e lideranças políticas de diferentes partidos.

A partir da esquerda, a jornalista Eleonora de Lucena; o engenheiro especialista em redes e gestão do conhecimento Sérgio Storch; o diretor de Articulação Nacional da CNTU, Allen Habert; a presidenta em exercício da CNTU, Gilda de Souza; o vereador Eduardo Suplicy; e o deputado Carlos Neder

A jornalista Eleonora de Lucena, empossada à ocasião, apresentou o Manifesto do Projeto Brasil-Nação. Entre os cinco pontos que condensa, defesa da “queda de juros, política cambial, retomada de investimentos públicos, estímulo a economia com prioridade à saúde e educação e reforma tributária”. Já o conselheiro Sérgio Storch trouxe à plenária uma das iniciativas que vêm sendo desenvolvidas pela CNTU: o projeto de gestão do conhecimento, que culminará na criação de um portal que reunirá textos e contribuições em temas como direitos humanos, defesa do Sistema Único de Saúde (SUS), direito à cidade, trabalho e renda básica de cidadania – este último tema abordado pelo vereador Eduardo Suplicy, que também participou do evento.