Entre os debatedores do Ciclo de Debates nesta segunda-feira (05/12), presenças confirmadas de Marina Ganzarolli, da DeFemDe; Raimundo Bonfim, da CMP; e representante do MTST
Ato MTST na Ocupação Chico Mendes em São Paulo, ocorrido no final de setembro. Crédito: Mídia Ninja

Ato MTST na Ocupação Chico Mendes em São Paulo, ocorrido no final de setembro. Crédito: Mídia Ninja

Temos acompanhado a excessiva carga de violência das polícias no país todo em repressão às manifestações que protestam contra as mudanças na legislação, de ajuste fiscal e reforma do ensino médio implementadas pelo governo Temer. Os abusos no uso da força policial recebem a conivência da imprensa tradicional, que justifica a repressão aos manifestantes em defesa da preservação da ordem e do patrimônio público e privado, que por vezes acabam sofrendo algum tipo de depredação. Não mostram, porém, que a ofensiva primeira parte, muitas vezes, da própria corporação policial, como pode ser comprovado na cobertura audiovisual realizada pela mídia alternativa e compartilhada nas redes sociais na internet.

Por outro lado, as inúmeras mudanças em nível nacional que estão em curso atacam especialmente os direitos sociais e dos trabalhadores, a saúde e educação públicas, reforçando a necessidade de atuação dos movimentos sociais na defesa de tais direitos. Além disso, essa política que preza pelo Estado mínimo e amplia a participação da iniciativa privada na gestão pública, e que também já vem sendo aplicada no Estado de São Paulo, ganha ainda reforço nas prefeituras eleitas do PSDB, PMDB e outros partidos de direita.

Neste novo cenário político, é preciso resguardar o direito à manifestação e reforçar os movimentos sociais, unindo esforços de diferentes grupos em torno de questões comuns. Para debater o papel e as perspectivas dos movimentos sociais nesta conjuntura, a próxima reunião do Ciclo de Debates, promovido pelo mandato Deputado Carlos Neder (PT) nesta segunda-feira (05/12), convidou a advogada e representante da Rede Feminista de Juristas (DeFemDe) e co-fundadora do Coletivo Dandara da Faculdade de Direito da USP, Marina Ganzarolli; o coordenador da Central de Movimentos Populares (CMP), Raimundo Bonfim; e representante do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e da Frente Povo Sem Medo. A reunião será realizada no escritório político do mandato (Rua Abolição, 105 – sala 101 – bairro Bela Vista – São Paulo/SP). O evento é gratuito e não necessita de inscrição prévia. Para mais informações ligue: (11) 3105.5632.

 

 convite-05-12-2016_v2

 

Deixe uma resposta