Inscrição para participar do processo ocorre somente até está segunda-feira (12/03), pelo formulário disponibilizado no site da Defensoria (acesse o link abaixo)

Ocorre até a próxima segunda-feira (12/03) a inscrição dos cidadãos e cidadãs para participar do processo de escolha do ouvidor-geral da Defensoria Pública do Estado de São Paulo.

O mandato do deputado Carlos Neder está participando desde processo na divulgação da eleição e em apoio ao advogado Willian Fernandes.

Com histórico de atuação e militância ligado às causas sociais, Willian tem atuado em diversas entidades de defesa dos direitos humanos, políticas sociais e monitoramento de políticas públicas. Entre os anos de 2006 à 2010 foi o primeiro Ouvidor da Defensoria Pública de São Paulo, destacando-se por realizar uma gestão colegiada, implementar e expandir os espaços de participação social, criar mecanismos de intercâmbio com o Colégio de Ouvidorias de Defensoria Pública do Brasil, articular a sociedade em torno de temas relevantes e, também, trabalhar pelo reconhecimento institucional, com a criação do Prêmio Justiça para Todos.

Podem participar da escolha todas as pessoas maiores de 16 anos, exceto servidores da Defensoria Pública. Para participar precisa preencher o formulário eletrônico, até às 18h do dia 12 de março (segunda-feira), disponível no endereço: https://online2.defensoria.sp.gov.br/eleicaoouvidoria/.

No momento da inscrição, devem ser informados o nome completo, o número do CPF, a data de nascimento e a sede de Regional da Defensoria Pública onde o eleitor ou eleitora pretende votar. A lista de eleitores habilitados a participar do processo será publicada posteriormente no Diário Oficial.

A eleição ocorre no dia 05 de abril de 2018, das 9h às 17h. Neste dia, basta comparecer a sede da defensoria informada no momento da inscrição com documento RG original e CPF. Não será permitido votar em regional diferente da informada quando realizada a inscrição.

A partir desta eleição será formada uma lista com os três candidatos mais votados. Esta lista tríplice será enviada ao Conselho Superior da Defensoria Pública.