2 Comentários

  1. Para
    Excelentissimo Deputado Carlos Neder,

    Venho recorrer até ao nosso Deputado Carlos Neder, médico e Deputado do nosso partido PT, pelo empenho ao setor de saúde, tanto na esfera municipal como estadual.

    Motivo:

    A minha mãe, Serena Aoki, 79 anos, residente a av. Jose Maria Whitaker, 714, andar 4A – Planalto Paulista – SP, teve AVC em Junho de 2011, atingiu a parte direita do corpo e conseguiu recuperar os movimentos.

    No dia 23 de Março de 2014, ocorreu novamente o AVC na minha mãe, devido a pressão alta e diabete, atingiu mesma parte do corpo (paralisou o lado direito do corpo), neste dia estava na casa do meu irmão que mora na Rua dos Eucaliptos, 262, Jardim Pinheirinho – Embu das Artes – SP, e imediatamente levamos ao Hospital Municipal de Embu das Artes, e foi atendido pela equipe local e deu apenas soro e liberou a paciente no mesmo dia.

    O quadro clínico da minha mãe, Serena Aoki, não melhorava, então fui procurar várias formas de atendimento aqui em São Paulo, via contato pelo 156 e email:
    1 – SMDHC – Grande Conselho Municipal do Idoso (gcmidoso@prefeitura.sp.gov.br)
    2 – Centro de Referência de Assistência Social – CRAS

    Deram os telefones abaixo que não funcionam ou não atendem conforme o quadro clinico do paciente:

    Frederico Ozanam, telefone: (11) 2203-2761.
    Acresp – 3101-5354.
    Rua Madre Cabrini, 98 na Vila Mariana (não tem telefone),
    O Instituto Pilar (convenio com Prefeitura de São Paulo) telefones são:
    + 55 (11) 5872-2825
    + 55 (11) 5874-1494
    + 55 (11) 5874-1487
    + 55 (11) 5874-1473

    Como a minha mãe estava lá em Embu das Artes, e o quadro clínico só piorava, fomos até o Posto de Saúde mais próximo a procura de médico da família (Programa de Saúde da Família adotada pelo Ministério da Saúde), mas a atendente do Posto de Saúde do Embu das Artes falou que precisa agendar e só atende para fazer algum tipo de medicação ao paciente e pediu que encaminhasse a paciente ao Hospital mais próximo.

    Imediatamente, no mesmo dia 28 de Março de 2014, levei a minha mãe ao Hospital Geral da Itapecerica da Serra, com o estado de saúde grave (não consegue andar devido AVC), atendeu muito bem e ficou internado, fez vários exames (sangue, diabete, pressão, raio-x e tomografia), acusou AVC e pneumonia.

    Em relação ao atendimento, tivemos séries de dificuldades pelo atendimento 156 da Prefeitura de São Paulo, muitos telefones informados das instituições como Instituto Pilar (existe o registro na Prefeitura e recebe pelo serviço mas infelizmente o telefone não existe), e outras entidades simplesmente não atendem idosos com problemas de AVC (na Prefeitura não existe atendimento para tratamento de AVC).
    Para: Hospital Geral da Itapecerica da Serra: Gostaria de enviar a mensagem para todas as equipes, desde a portaria,recepção, médicos, enfermeiras, tecnicos de raio-x/tomografia, e funcionários deste conceituado Hospital Geral da Itapecerica da Serra, pelo EXCELENTE ATENDIMENTO E ATENÇÃO ESPECIAL AOS PACIENTES. Comcerteza, devo dizer que, este HGIS é a referência da saúde e referencia de qualidade em São Paulo, porque todos trabalham com muita dedicação e carinho aos
    pacientes, eles fazem a diferença. Parabéns a todos deste HGIS. A minha
    mãe, SERENA AOKI, continua internada com quadro clínico de AVC e PNEUMONIA.
    Estamos acompanhando dia a dia, fazendo plantões entre familiares.
    Muito grato a todos.

    Lincoln M. Aoki
    DZ Vila Mariana SP

    • Olá Sr Lincoln, veja abaixo resposta do Deputado Carlos Neder.

      Prezado Lincoln,
      Lamento o ocorrido.
      Suas reclamações serão levadas ao conhecimento da equipe dirigente da Secretaria Municipal de Saúde de SP para analise e providencias.
      Carlos Neder

Deixe uma resposta