A investigação sobre eventuais irregularidades das operadoras deve ser instaurada no início dos trabalhos legislativos, em fevereiro de 2017

O deputado estadual Carlos Neder (PT) irá compôr como membro efetivo na Assembleia Legislativa paulista (ALESP) a CPI dos Planos de Saúde, que “irá apurar eventuais irregularidades cometidas pelas operadoras de planos de saúde no Estado de São Paulo, em que a conduta de tais empresas tenha como consequência violações aos direitos dos consumidores”. Criada ao final do ano passado, pouco antes do início do recesso parlamentar, a Comissão Parlamentar de Inquérito deve ser instalada em fevereiro, quando serão retomados os trabalhos na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Ao informar sobre a criação da CPI dos Planos de Saúde, cujo ato foi publicado no Diário Oficial do Estado em 9 de dezembro de 2016,  a expectativa do deputado Neder é poder contar com a participação de representantes de entidades e movimentos sociais ligados à saúde que possam colaborar para que a investigação, de fato, cumpra seus objetivos. “Durante seu transcurso, criaremos mecanismos de participação presencial e por meio eletrônico para receber denúncias, sugestões e críticas quanto ao trabalho de investigação que nos cabe realizar”, antecipa Neder sobre a atuação da CPI.

A CPI dos Planos de Saúde foi criada a partir do Requerimento nº 266, de 2015, de autoria do deputado Luiz Fernando Machado (PT) e outros parlamentares, como Neder, que subscreveram o pedido. Além de Carlos Neder, compõe a CPI como membros efetivos os deputados Pedro Tobias e Analice Fernandes, do PSDB; Ed Thomas, do PSB; Jooji Hato, do PMDB; Wellington Moura, do PRB; Fernando Cury, do PPS; Carlos Giannazi, do PSOL; e Roque Barbiere, do PTB.

Deixe uma resposta