A morte da trabalhadora rural de 47 anos na “rodovia da morte” desencadeou uma série de protestos na SP-255, altura de Avaré. A população pede mais segurança – sinalização e duplicação – para a rodovia. É a mesma reivindicação da Frente Parlamentar criada na Assembleia Legislativa pelo deputado estadual Carlos Neder que realizou no ano passado audiências em diversas cidades. Prefeitos, vereadores e movimentos organizados integraram a Frente Parlamentar e alertaram a urgência das obras de duplicação para aumentar a segurança dos usuários e moradores local e permitir o crescimento econômico de toda a região.
Após a morte  da trabalhadora rural que caminhava no acostamento na altura do bairro Terras de São José, os moradores realizaram protestos que paralisaram o tráfego da rodovia nos últimos seis dias.
A CCR-SPVIAS, concessionária que administra a rodovia se comprometeu a colocar sonorizadores no local para reduzir a velocidades dos veículos que trafegam no local.
A colocação destes sonorizadores ameniza o problema, mas é preciso que sejam iniciadas as obras de duplicação para colocar fim a esta sucessão de mortes na SP-255.
http://g1.globo.com/sao-paulo/itapetininga-regiao/noticia/2014/01/sonorizadores-sao-colocados-na-sp-255-apos-protestos-em-avare.html
http://g1.globo.com/sao-paulo/itapetininga-regiao/noticia/2014/01/sp-255-e-bloqueada-pela-sexta-vez-por-manifestantes-em-avare.html

Deixe uma resposta