09/06/2015 22:15

Entidades querem Conselho de Ciência e Tecnologia com nova composição e mais autonomia

Da Redação – Foto: Roberto Navarro

Download
Carlos Neder coordenador da frente parlamentar

Sob a coordenação do deputado Carlos Neder (PT), a Frente Parlamentar em Defesa dos Institutos Públicos de Pesquisa e das Fundações Públicas do Estado de São Paulo avançou na discussão de um projeto de reformulação do Conselho de Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo (Concite), em reunião realizada nesta terça-feira, 9/6.

Para Ros Mari Zenha, que participou da reunião como representante do conselho de profissionais do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), o Concite deve ser a principal instância em que desembocará o plano diretor de ciência, tecnologia e inovação, ora em elaboração pelo Poder Executivo.

O Concite atualmente existente foi criado a partir de decreto do governo estadual. Para reformular o órgão, a frente criou um grupo de trabalho formado por representantes do IPT, da Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo (APqC), da Associação das Classes de Apoio à Pesquisa (Acap), do Sindicato dos Trabalhadores em Pesquisa, Ciência e Tecnologia (SINTPQ), de uma universidade paulista e de deputados estaduais envolvidos com o tema, como Neder e Davi Zaia (PPS), vice-coordenador da frente.

“O grupo terá ampla liberdade para pensar as mudanças necessárias no conselho”, afirmou Neder. Em reunião marcada para o dia 23 de junho, às 10h, no plenário Tiradentes da Assembleia, esse colegiado deve discutir a proposta de redação de um anteprojeto de lei a ser encaminhado ao Legislativo ou ao Executivo, com reformulações sobre a composição e a autonomia de atuação do novo Concite. O resultado desse trabalho será posteriormente discutido de forma mais ampla pela frente parlamentar.

Reunião da Frente Parlamentar em Defesa dos Institutos Públicos de Pesquisa e das Fundações Públicas do Estado de São Paulo

Reunião da manhã desta terça-feira, 9/6

Deixe uma resposta