Duas pessoas morreram em acidente rodoviário na SP-255, em Jaú, na tarde da quinta-feira, 19, no mesmo momento em que se instalava na Assembleia uma frente parlamentar que tem como objetivo justamente a duplicação da rodovia.

A colisão, que  envolveu dois carros e um caminhão de uma usina de álcool da região, resultou em duas mortes e outras duas pessoas feridas. Ocorreu no quilômetro 160 da rodovia, às 13h30, mesmo horário no qual ainda era realizado o Ato de Instalação da Frente Parlamentar pela Duplicação da Rodovia SP-255, na capital paulista.

O evento trágico, que coincidiu com o ato político, simboliza a necessidade de duplicação da via, conhecida na região como “Estrada da Morte”. O principal objetivo da Frente, proposta e coordenada pelo deputado Carlos Neder, é justamente o de promover a duplicação integral da SP-255, que liga a região de Ribeirão Preto ao norte do Paraná, passando por cidades como Araras, Avaré, Itaí, Macatuba, Barra Bonita, Igaraçu do Tietê, Pratânia, Jaú e São Manoel, entre outras.

A solenidade contou com a presença sete deputados estaduais. Além de Neder, estiveram presentes Salim Curiati (PP), Ulysses Tassinari (PV), Rita Passos (PSD), João Paulo Rillo (PT) e Gerson Bittencourt (PT), além do quarto vice-presidente da Assembleia, Jooji Hato (PMDB), representando o presidente da Casa, Samuel Moreira (PSDB).

Um grupo de 26 vereadores, cinco prefeitos e vice-prefeitos, filiados a 13 diferentes partidos políticos marcou presença no ato. Também participaram lideranças da sociedade civil, do movimento pela duplicação da SP-255 e representantes do Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

O deputado Salim Curiati foi escolhido como vice-coordenador do grupo. Também foi marcada a primeira reunião de trabalho após a formalização da Frente, que ocorrerá no dia 3 de outubro, às 11h, no Plenário Tiradentes da Assembleia. Na ocasião, será discutido o regulamento da Frente, além de um calendário de atividades e reuniões regionais, que deverão ocorrer nas cidades atendidas pela SP-255.

O deputado Carlos Neder cobrou dos representantes do DER o cumprimento de cronograma, anunciado formalmente pelo governo do estado, para contratação de projeto executivo para a duplicação de um trecho da rodovia, que vai de Barra Bonita a Jaú, com melhorias no trecho de Igaraçu do Tietê até São Manoel, cujo edital de licitação deveria ter sido publicado em 30 de agosto. O grupo de apoiadores da Frente defende que a duplicação da estrada seja promovida integralmente, em seus 377 quilômetros.

Neder também salientou que o poder público tem a obrigação de cumprir rigorosamente o cronograma, uma vez que ele já foi divulgado publicamente. Representando o DER, o assessor parlamentar Fernando Hiromiti Maruyama garantiu que o órgão está se empenhando para o cumprimento dos prazos.

O deputado Carlos Neder também ressaltou a necessidade do comparecimento do superintendente do DER, Clodoaldo Pelissioni, e do presidente da Artesp, a agência reguladora das concessões das estradas paulistas – tendo em vista que parte da SP-255 é concedida – na reunião da Frente, no dia 3 de outubro.  Cobrou que o órgão apresente o detalhamento dos recursos orçamentários disponíveis para a duplicação da rodovia. O representante do departamento garantiu que o DER atender aos pedidos formulados pela Frente.

Problemas nas cidades

O prefeito de Avaré, Poio Novaes, frisou que no trecho próximo à cidade a rodovia é concedida à iniciativa privada e corta uma grande área urbana, onde tem ocorrido inúmeros acidentes. Poio tem questionado com frequência as autoridades estaduais, em especial a Artesp, agência pública que regula as concessões  rodoviárias, sem que tenha obtido respostas.
Valmir Domingos, prefeito de Itaí, ressaltou o grande desenvolvimento econômico da região, que acarreta o aumento do tráfego e dos acidentes, devido às condições precárias da estrada. Segundo ele, o percurso em um trecho de apenas 43 quilômetros entre Itaí e Avaré chega durar uma hora.

Já o presidente da Câmara Municipal de Igaraçu do Tietê, Luiz Antônio Garcia, apontou o grande volume de recursos gerados na região, que se reflete em significativa arrecadação do ICMS. Questionou o fato de, apesar disso, o governo estadual ter destinado ao trecho que atende a cidade apenas uma terceira faixa na rodovia.

O deputado Carlos Neder fez um balanço positivo sobre o encontro. “A reunião foi importante e terá desdobramentos na medida em que a Frente pode auxiliar o poder Executivo mobilizando a sociedade civil, que é a maior interessada nessas melhorias”, pontuou Neder.

Deixe uma resposta