Pais, alunos e professores da rede estadual de ensino de São Paulo farão mais um protesto contra a reorganização escolar prevista para 2016. A atividade reunirá também movimentos sindical e sociais e começará com assembleia dos educadores, às 15 horas, seguida do Grito em Defesa da Escola Pública de Qualidade no Estado de São Paulo, às 17h, no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista.

O objetivo do governo é separar em prédios diferentes o ensino médio, os anos iniciais (1º ao 5º) e os anos finais (6º ao 9º). Isso sem ter feito nenhum diálogo com professores, trabalhadores do setor e população em geral, mesmo que a medida possa levar a demissões, superlotação das salas de aula e prejuízos em geral para a educação pública.
A medida poderá atingir um grande número de escolas, como num efeito cascata. Ao fechar algumas unidades, outras precisarão ser adaptadas para a mudança. Levantamento do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) aponta que desde o início do ano foram fechadas 3.390 classes. De acordo com a entidade, pelo menos 163 escolas serão eliminadas se Alckmin seguir com esta proposta.

O professor e presidente da CUT São Paulo, Douglas Izzo, fala sobre o descaso do governo. “Alckmin não dialoga com os professores, diretores e trabalhadores em geral e é exemplo de truculência com a categoria e os servidores. Paga péssimos salários e joga o fechamento das escolas goela abaixo da população, sem consultar a opinião das pessoas e sem levar em conta que isso já afeta várias famílias e regiões”, protesta o dirigente.
A rede estadual tem hoje 3,8 milhões de alunos e 5.108 escolas. A ‘reorganização escolar’, que pretende transferir de 1 a 2 milhões de alunos, será anunciada pelo governo estadual no dia 14 de novembro.

Coordenadora Geral da Escola Sindical São Paulo, Telma Victor, também secretária de Formação da CUT/SP, relata os prejuízos aos estudantes. “O projeto de Alckmin diz que os jovens irão para unidades num raio de até 1,5 km de suas casas, mas isso é provável que não aconteça. Outro dia, respondendo a um jornal de ampla circulação, o governo disse ainda que os pais poderão levar os filhos a escolas próximas ao trabalho, mas vale lembrar que nem todas funcionam em tempo integral, além do gasto com transporte”, diz.

A dirigente também aponta que a medida prejudicará a atuação dos professores. “Hoje eles estão locados em uma determinada escola e muitos não fazem toda a jornada em uma única escola, mas em duas ou três. Em cidades do interior, o fechamento das escolas fará com que os trabalhadores se desloquem ainda mais, inclusive para cidades vizinhas, para complementar a jornada de trabalho, causando desgaste ainda maior. Tudo isso Alckmin está fazendo sem dialogar, sem saber o que pensam os que serão afetados”, relata.

Vejam as escolas que poderão ser fechadas a partir de 2016

Capital

EE Dom João Maria Ogno (vai virar DE) – DE Leste 1
EE Pedro de Alcântara – DE Leste 1
EE Profª. Esther Frankel Sampaio – DE Leste 1
EE Profº. Otacilio Carvalho Lopes – DE Leste 4
EE Profº. Augusto Bailot – DE Leste 4
E.E. Prof. Andre Xavier Gallicho
E.E. Profª. Ana Teixeira Zacharias
E.E. Arthur Chagas Jr.
E.E. Beatriz R. B. Astorino
E.E. Branca de Castro C. Melo
E.E. Carolina A. C. Galvão
E.E. Isair Leiner
E.E. Joaquim Braga de Paula
E.E.Jose Chediak
E.E. Julia Macedo Pantoja
E.E. Julieta Farão
E.E. Luiza Mendes Correa
E.E. Maria da Gloria C. Silva
E.E. Secundino Domingues Filho
E.E. Stefan Sweig
E.E. Valdir Fernandes
EE. Francisco Voccio – Norte 2
EE. Rita Bicudo – Norte 2
EE. Castro Alves – Norte 2
EE. Carmosina Viana – Norte 2
EE. Gabriela Mistral – Norte 2
EE. Vistor dos Santos Cunha – Norte 2
EE. Octavio Mendes – Cedom
EE. Barão Homem de Mello – Centro
E.E Laís Amaral – SUL 1
E.E João Ernesto Faggin – SUL 1
E.E Martha Figueira – CENTRO SUL
E.E Euridice Zerbini – CENTRO SUL
EE Parque Saboya de Medeiros
EE Salvador Rocco
E.E Profº. Geraldo Homero de F. Ottoni
E.E Prof. Antonio Emílio de Souza Penna
E.E Prof. Elésio Teixeira Leite
E.E Prof, Mathias Ayres
E.E Profº. João Nogueira Lotufo
E.E Profº Carlos Verneck Lacerda
E.E Profº. Otto de Barros Vidal
EE. Pedro Brasil Bandechi
EE. Henrique Smith Bayma
EE. Astrogildo Arruda
EE. Laurinda R. Pereira
EE. Cartano Zamith Mamana
EE. Eunnice Marques
EE. Pedro Viriato Panigot
EE. Carlos Gomes
EE. Francisco Parente
EE. Maria Regina Machado de Castro Guimarães

Carapicuíba

EE. Odete Algodoal Lanzara
EE. Celestino Correa Pina
EE. Maria Andrelina Vieira Nastureles
EE. Oscar Graciano
EE. Adalberto Mecca Sampaio (Noturno)
EE. Maria Alice Crisciúma Mesquita (Noturno)
EE. Alberto Kenwhorty (Noturno)
EE. José Benício dos Santos (Noturno)

Cotia

E.E. Pequeno Cotolengo de Dom Orioni
E.E. Roberto Corte Real Jornalista

Guarulhos

E.E. Alayde Maria Vicente
E.E. Mário Nakata
E.E. Bruno Ricco
E.E Joaquim Garcia
E.E Waldomiro Pompeu

Franco da Rocha

EE. Albino Fiore
EE. Armando Cestini – (fecha noturno)
EE. Alfredie Weiszflog (fecha noturno)
EE. Pedro Galvão (fecha noturno)
EE. Tenente Marques (fecyha noturno)
EE. Benedito Tavares (fecha noturno)
EE. Paulo Duarte (fecha noturno)

Itaquaquecetuba

EE Cicero Antônio de Sá Ramalho

Itapevi

EE Marechal Cândido Rondon
EE Celina de Barros Bairão
EE Dimarães Antonio Sandei
EE José Neyde Cesar Lessa
EE Maria Soares dos Santos
EE Paulo de Abreu
EE Dr. Raul Briquet

Osasco

E.E. Deputado Guilherme de Oliveira
E.E. Leonardo Villas Boas
E.E. Graciliano Ramos
E.E. Antonio de Almeida Junior
E.E. José Edson Martins Gomes
E.E. Antonio Paiva de Sampaio
E.E. Antonio Carlos da Trindade

Poá/ Ferraz

EE Elizeu Jorge – (Poá)
EE Benedita Garcia – (Poá)
EE Zelia Gatae – (Ferraz)
EE. Justino (Ferraz)

Araraquara

EE. Iracema Oliveira Carlos – (Ibitinga)

Araçatuba

EE. José Cândido
EE. Maria do Carmo Lelis
EE. Dr. Joubert de Carvalho
EE. Abranches José
EE. Luis Gama

Baixada Santista

E.E Cleóbulo Amazonas Duarte (Santos)
E.E Brás Cubas (Santos)
E.E Renê Rodrigues de Moraes (Antigo CEFAM) (Guarujá)
E.E Lâmia Del Cistia (Guarujá)
E.E Maria Tereza Cunha Pedroso (São Vicente)

Bauru

EE. Ayrton Busch
EE. Alto Jaraguá
EE. Raymi

Botucatu

EE. Armando Salles de Oliveira
EE. Pedretti Neto

Guaratinguetá

EE. Flaminio Lessa (Escola referência)
E.E Regina Pompéia (Cach. Paulista)
E.E Bairro Imbauzinho (Cach. Paulista)
E.E Jardim Trabalhista (Cach. Paulista)

Jaú

E.E Major Prado
MACATUBA: E.E Profª Fanny Altafim Maciel

Jundiaí

E.E Profº. Albino Melo de Oliveira
E.E Profº. Luiz Rivelli
E.E Bispo Dom Gabriel

Penapólis

EE. Profª. Luiza Nory
EE. Profª. Yone Dias de Aguiar

Pereira Barreto

E.E Cel. Francisco Schmidt

Pindamonhangaba

E.E Profª. Gabriela Monteiro de Atoíde Marcondes
E.E. Professora Yonne César Guaycuru de Oliveira

Presidente Prudente

EE. Profª. Marieta Ferraz de Assunção
EE. Profº Antonio Fioravanti de Menezes
EE. Profº. José Giorgio (Rancharia)

Rio Claro

E.E Profº. Oscar de Almeida (única do bairro)

Tupã

EE. Dr. Lélio Toledo Pizza e Almeida
EE. Profº. Anísio Carneiro

Agudos

EE. Padre João Batista de Aquino

Lenços Paulsita

EE. Profa. Antonieta Grassi Malatrase

Valinhos

EE. Leme do Prado (escola tradicional)

Cosmópolis

EE. Profº. Alberto Fierz

Taboão da Serra

EE Alipio de Oliveira e SilvaSILVA

São Bernardo

EE Profª. Yolanda Noronha do Nascimento
EE. Prof. Tito Lima
EE. ProfªVilma Aparecida Anselmo Vieira
EE Profª Julieta Viana Simões Santiana

Santo André

EE. Dr. Américo Brasiliense
EE. Profº Sérgio Milliet Costa e Silva
EE. Profº Valdomiro Silveira
EE. Profº Adamastor de Carvalho
EE. Profª Carlina Caçapava de Mello
EE. Dr. Celso Gama

Mauá

EE. Profª. Emília Crem dos Santos
EE. Profª Martha Terezinha Rosa

Diadema

EE. Profº Adonias Filho (noturno)
EE. Profº Soldado José Yamamoto (noturno)
EE. Osvaldo Lacerda Gomes Cardim (noturno)
EE. Diadema (CEFAM) (noturno)
EE. Jardim Arco-Iris (noturno)S JOSÉ DO RIO PARDO
EE Profº Cândido Rodrigues

Araras

EE Profª Altamira Pink

Deixe uma resposta