O deputado Carlos Neder (PT) encaminhou requerimento à Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa para a realização de uma audiência pública para tratar sobre as políticas públicas na área de meio ambiente que vem sendo desenvolvidas pelo governo estadual. Sob o tema, Secretaria de Estado do Meio Ambiente: situação de seus institutos, o debate proposto foi uma das deliberações da reunião da Frente Parlamentar em Defesa dos Institutos de Pesquisa e Fundações Públicas do Estado de São Paulo realizada no dia 11 de agosto e que tratou sobre a situação dos institutos ligados à secretaria estadual.

A ideia é conhecer as propostas de órgãos vinculados à Secretaria de Meio Ambiente e a opinião de autoridades, pesquisadores, trabalhadores e sociedade que serão convidados a debater a política ambiental e a proposta de fusão dos institutos Geológico, Florestal e de Botânica. Para isso, o requerimento sugere a participação do secretário de Estado do Meio Ambiente, Ricardo Salles; o secretário-executivo do Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema), Germano Seara Filho; os promotores de Justiça do Meio Ambiente do Ministério Público de São Paulo, Marcos Stefani; e do Patrimônio Público e Social da Capital, Wilson Ricardo Coelho Tafner e Silvio Antonio Marques; o diretor-geral do Instituto Florestal, Luis Alberto Bucci; o presidente da Fundação Florestal, Eduardo Soares de Camargo; a diretora-geral do Instituto Geológico, Luciana Martin Rodrigues Ferreira; diretor-técnico do Instituto de Botânica, Luiz Moura Barbosa; o presidente da Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo (APqC), Joaquim Adelino de Azevedo Filho; a presidenta da Associação de Classes de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica (ACAP), Tania Aparecida Valeriano; e representantes dos trabalhadores dos Institutos.

O requerimento para a realização da audiência pública deve ser votado na próxima reunião da Comissão do Meio Ambiente da Assembleia.

Conforme reunião da Frente Parlamentar, os pesquisadores científicos estão preocupados com o desmonte das políticas de meio ambiente do governo de Geraldo Alckmin (PSDB), que pretende vender áreas de preservação ambiental e imóveis sedes dos Institutos de pesquisa sem justificativa técnica nem diálogo com os próprios pesquisadores e trabalhadores. Veja aqui como foi a reunião da Frente.