O deputado Carlos Neder (PT) esteve em Guarulhos, nesta quinta-feira (16/08), visitando o Hospital Municipal de Urgências e o Hospital Geral do município. A vista faz parte das diligências externas realizadas pela CPI das OSS da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), que apura irregularidades nos contratos de gestão entre as Organizações Sociais de Saúde (OSS) e as prefeituras ou com o governo estadual.

Por volta das 10h, a comitiva da CPI chegou ao Hospital Municipal de Urgências, que é administrado pelo Instituto Gerir e tem sido tema de reportagens na imprensa ultimamente por conta da contaminação por bactérias, entre outras denúncias.  De acordo com Neder, como a precariedade da situação é conhecida, a ideia da visita era conversar com os responsáveis para saber quais as providências estão sendo tomadas para resolver os problemas.

A CPI, no entanto, não encontrou nenhum responsável da OSS Gerir no local, sendo recebida pelo diretor-técnico do hospital, Abraão Elias Abdala. O diretor contou aos deputados sobre o funcionamento do hospital no dia-a-dia e, sem detalhar valores nem outros dados, informou que o hospital possuía muitos débitos com fornecedores e reclamou que o dinheiro recebido não era suficiente para dar conta de todas as demandas.

Vereadora de Guarulhos Janete Pietá (à esquerda) também acompanhou a visita dos deputado da CPI das OSS ao Hospital Geral

Ao visitarem as instalações da unidade, os deputados comprovaram a “reforma de fachada”. Enquanto a fachada e a recepção do hospital anunciam instalações modernas, inclusive com cartazes e propagandas sobre a eficiência da entidade gestora, ao adentrar no interior do prédio a situação é bem diferente, com janelas quebradas e precariedade estrutural e nos equipamentos.

Segundo o deputado Neder, a CPI vai convocar tanto os gestores da OSS Gerir quanto os responsáveis pelo contrato na prefeitura, prefeito e secretários, para prestar esclarecimentos sobre a situação.

 

Comunidade deve acompanhar gestão

No Hospital Geral de Guarulhos, administrado pela SPDM, os parlamentares foram recebidos pela diretora de enfermagem Maria Tereza e pelo diretor-técnico Afonso. A comitiva da CPI esteve acompanhada, neste local, pelos conselheiros de saúde José Roberto, Lima e Conceição, da Pastoral da Saúde do município, que relataram diversos casos de denúncias de mau atendimento da população. Os casos foram todos anotados e deverão ser apurados caso a caso em processo administrativo instalado pelo hospital e acompanhado pela CPI.

Por sugestão do deputado Carlos Neder, também ficou acertada a composição de uma espécie de conselho comunitário para acompanhar a gestão do hospital. Além disso, o deputado sugeriu que a articulação entre os diversos equipamentos de saúde da região para compor uma rede de atendimento, a fim encaminhar corretamente todas as demandas por serviços de saúde da população.