Amigos e amigas,
Filiados e filiadas ao PT
Nesse 6º Congresso Nacional do Partido dos Trabalhadores pedimos o seu apoio para a CHAPA ESTADUAL 440 – “Mudar o ParTido: oposição prá valer” e que nos ajude a eleger delegados/as, no próximo dia 09 de abril, domingo, que estejam dispostos/as a votar em João Paulo Rillo (deputado estadual) para presidente estadual do PT paulista e em Lindbergh Farias (senador) para presidente nacional do PT, respectivamente nas etapas estadual (maio) e nacional (junho) do Congresso. Na capital, apoiamos a CHAPA MUNICIPAL 660 – “Mudar o Partido! Fora Temer!” e a candidatura de Juliana Cardoso (vereadora) a presidenta, cujas informações estão disponíveis no www.dmptsp.org.br.
Embora discordando da adoção do PED – Processo de Eleição Direta como método de escolha de dirigentes partidários e delegados/as às etapas estadual e nacional, por suas conhecidas distorções e prejuízos que traz à democratização do partido, nosso mandato decidiu dele participar para incentivar amplo debate sobre acertos e erros do partido, chamando a atenção para o fato de que esse debate interessa à sociedade brasileira e à esquerda como um todo, e não apenas aos filiados e simpatizantes do PT. Nesse sentido, defendemos chapas e candidaturas no 6º Congresso que se colocam no campo da esquerda partidária e que estejam dispostas a rever métodos autoritários de decisão, ampliar a participação efetiva de filiados e simpatizantes nos debates e decisões do partido.
O documento da nossa chapa e a lista de signatários estão disponíveis nos arquivos que seguem anexos. Para que a desejada candidatura presidencial de Lula tenha sucesso precisaremos, antes, nos dedicar à análise dos documentos apresentados pelas diversas tendências, chapas e lideranças do partido com suas visões sobre as experiências que protagonizamos no plano institucional (Executivos e Legislativos) e nossa atuação junto aos movimentos sociais, sobre o golpe em curso e suas consequências nefastas para os trabalhadores e setores médios da sociedade.
Dessa forma, é preciso conhecer e debater os temas que serão priorizados na pauta do Congresso, que inclui balanço crítico das políticas internacional e nacional, da política de alianças que adotamos e do significado do governo ilegítimo de Michel Temer e das mudanças que vem promovendo no marco legal do país, na perspectiva da atualização do nosso programa e do papel que, se espera, venha a cumprir o PT na relação com outras agremiações, movimentos e lideranças de esquerda, com vistas ao avanço das lutas e à transformação social.
Por fim, pedimos seu apoio na divulgação desse texto e para fazê-lo chegar a um grande número de filiadas e filiados ao PT – partido que ajudamos a construir para cumprir papel inovador e educativo na luta por uma sociedade democrática e socialista – para nele promovermos as mudanças necessárias em sua organização e funcionamento, de modo a que exerça oposição consistente ao projeto neoliberal em São Paulo e no Brasil.
Veja, também, com os membros da equipe do mandato quem estamos apoiando em seu diretório zonal, no diretório municipal da sua cidade e na macrorregião a que pertence. Você pode verificar se está em condições de voto acessando o link http://www.pt.org.br/veja-se-esta-a….
Saudações petistas!
Carlos Neder
Deputado Estadual PT/SP

Deixe uma resposta