Neste domingo, 15 de março o deputado estadual Carlos Neder tomou posse para um novo mandato parlamentar, veja a mensagem que ele enviou aos amigos, eleitores e militantes dos movimentos sociais.

” Hoje fui empossado Deputado Estadual! A partir de agora começa nosso novo mandato.

Diante de todo o conservadorismo anunciado não podemos baixar a guarda nem por um dia. Entendo que hoje foi uma oportunidade para reforçarmos a defesa das nossas bandeiras. Antes mesmo da cerimônia começar os companheiros da FUNDAP e do CEPAM, com apoio da fundação SEADE e Institutos de Pesquisa, se mobilizaram e pediram mais uma vez atenção para os projetos de lei do governador que pedem a extinção das fundações. Adesivado, assim como vários deputados, cobrei no pronunciamento que tenhamos audiências públicas para debater os PLs, e que essa legislatura trate todos com igualdade.

Agradeço a todas as mensagens de parabéns que recebi! Respondo com presença política, que é o nosso projeto coletivo para esta representação no parlamento. “

Carlos Neder

————————————————————————————————————–

Membros da 18ª Legislatura

Em 15 de março de 2015, tem início a 18ª Legislatura do Parlamento de São Paulo. Os 94 representantes do povo paulista pelos próximo quatro anos foram escolhidos nas eleições se 5/10/2014, e são filiados a 21 partidos: PSDB – 22 deputados, PT – 14, DEM – 8, PV – 6, PSB – 5, PMDB – 5, PRB – 4, PSD – 4, PTB – 3, PR – 3, PSC – 3, PPS – 3, PP – 2, PEN – 2, PSOL – 2, SD – 2, PCdoB – 2, PDT – 1, PTN – 1, PSL – 1 e PHS – 1.

Carlos Neder é médico formado pela USP e mestre em Saúde Coletiva pela Unicamp. É deputado estadual em exercício pelo Partido dos Trabalhadores, tendo sido reeleito nas eleições de 2014. Atua em movimentos sociais desde os anos 70. Foi secretário municipal de saúde durante a gestão de Luiza Erundina na Prefeitura de São Paulo (1990-1992).

Exerceu mandatos como vereador na capital paulista.

Na Assembleia Legislativa apresentou dezenas de projetos, relacionados a diversas áreas. Suas principais bandeiras têm sido as lutas em defesa da cidadania, da gestão democrática, em apoio à economia solidária, aos servidores públicos e aos institutos públicos de pesquisa e fundações públicas do estado de São Paulo. Coordena Frente Parlamentar com esse objetivo, além de estar na coordenação da Frente pela Duplicação da Rodovia SP 255 e de presidir a Comissão de Educação e Cultura, uma das mais importantes da Assembleia.

É autor de resoluções que instituem fóruns suprapartidários em defesa do SUS, da Seguridade Social, do Meio Ambiente e da Sustentabilidade. Também é de sua autoria a lei que institui o Quesito Cor nos bancos de dados ligados ao governo estadual ” uma antiga reivindicação do movimento social contra o racismo. Apresentou projetos que instituem por lei programas de educação para a saúde, destinação de espaços físicos em equipamentos públicos para atividades comunitárias, bibliotecas-cidadãs, articulação dos conselhos de escola e conselho de ciência e tecnologia.

Na Câmara Municipal de São Paulo aprovou mais de sessenta leis, entre elas as que criaram programas importantes na cidade, tais como banco do povo São Paulo Confia (crédito para pequenos empreendedores), Educom (educomunicação pelas ondas do rádio), prevenção de violência nas escolas, conselhos gestores dos CEUs, do SUS e dos parques municipais (participação da comunidade na fiscalização e decisões) e outras na área de saúde, como é o caso das CIPAs, dos programas de saúde auditiva e de anemia falciforme.

Carlos Neder propôs a instalação de CPIs para apurar o fechamento do Hospital Sorocabana na Lapa e denúncias de irregularidades em contratos firmados entre o poder público e Organizações Sociais que recebem e administram recursos públicos nas áreas de saúde, cultura, ciência e tecnologia.

  http://www.al.sp.gov.br/noticia/?id=362180

 

 

Publicado em: 20 de março de 2015

Deixe uma resposta