O deputado Carlos Neder (PT) denuncia o esvaziamento das comissões da Assembleia Legislativa pela base governista nesta quarta-feira (18/04) e convoca participação da comunidade para pressionar pelo funcionamento da CPI das OSS.

A reunião da CPI das OSS, criada no início de fevereiro para fiscalizar o funcionamento das Organizações Sociais de Saúde, teria nesta quarta-feira (18/04) a sua primeira reunião efetiva de trabalho para apreciar requerimentos e dar início ao processo de investigação. Em outras duas reuniões anteriores ocorreram apenas os trâmites regimentais para eleição da presidência e vice do órgão técnico.

Na Comissão de Saúde (foto em destaque), onde deveria haver eleição do novo presidente da comissão, os deputados Neder e Dr. Ulisses já aguardavam dentro da sala de reuniões quando souberam do cancelamento. O cancelamento oficial da reunião foi comunicado minutos antes do horário de início por meio do mural no corredor.

 

Chamamento à participação

Em vídeo gravado após a reunião, o deputado Carlos Neder explica a manobra da base governista, que atua para barrar o andamento da investigação. Neder lamentou a não realização da audiência, que contaria com a participação de membros de Conselhos de Saúde, estadual e municipais, além de trabalhadores e usuários do sistema público de saúde. O deputado pede continuem acompanhando a CPI das OSS para que não se torne mais uma CPI Fantasma. Uma nova reunião foi chamada para a próxima terça-feira, dia 24 de abril, às 11h, na Assembleia Legislativa.

“Fazemos um apelo a todos aqueles que defendem o Sistema Único de Saúde para que participem das reuniões dessa CPI e venham à Assembleia Legislativa na próxima terça-feira (24/04), às 11h, para pressionarmos pelo seu funcionamento. A CPI foi criada justamente para investigar as Organizações Sociais de Saúde e queremos saber qual a sua realidade, quanto dos recursos públicos são destinados a elas e qual o controle exercido pelo Poder Público”.